Loading

ABEAR integra iniciativa global de liderança em precificação de carbono do Banco Mundial

Direct News Source

ABEAR integra iniciativa global de liderança em precificação de carbono do Banco Mundial

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) passou a integrar nessa terça-feira (14) a Coalizão de Liderança em Precificação de Carbono (CPLC, da sigla em inglês), iniciativa do Banco Mundial, que reúne líderes de governos, setor privado, academia e sociedade civil de diversos países para compartilhar experiências e aprimorar o entendimento global sobre precificação de carbono, além de expandir a base de evidências para sistemas e políticas mais eficazes sobre o assunto. A GOL e a LATAM, empresas fundadoras da ABEAR, também integram o grupo.

Liderada pelo ministro de Energia do Chile, Juan Carlos Jobet, e pelo presidente da SUEZ e presidente honorário da ENGIE, Gérard Mestrallet, a Coalizão é uma iniciativa voluntária de 34 governos nacionais e subnacionais, mais de 164 empresas de diferentes setores e regiões e mais de 85 parceiros da sociedade civil e instituições acadêmicas. A CPLC conta com um Comitê Diretor composto por 13 integrantes do setor público e privado, de diversos países, eleitos em Assembleia Geral. A diretora de Relações Institucionais da ABEAR, Marina Mattar, é a única brasileira eleita para integrar o Comitê.

“O Brasil tem um grande potencial para liderar as discussões sobre uma economia de baixo carbono no cenário global. Precisamos aproveitar o momento de saída da pandemia para construirmos uma nova agenda estratégia de recuperação econômica sustentável para o Brasil, que incluam políticas ambiental e climática, alinhadas a normas internacionais, e que incentive mão de obra qualificada, desenvolvimento de novas tecnologias e a criação de empregos nessa área para viabilizarmos investimentos externos que garantam o crescimento sustentável do Brasil”, diz a diretora de Relações Institucionais da ABEAR, Marina Mattar, integrante do Comitê Diretor da CPLC. “Nesse sentido, a inserção da ABEAR na CPLC é uma clara demonstração de que o setor aéreo brasileiro não apenas se importa com o assunto, como quer estar no ‘cockpit’ desse debate internacional”, conclui a diretora da Associação.

O intuito de longo prazo da CPLC é contribuir para a implementação de instrumentos de precificação de carbono em escala global e com ambição suficiente para ajudar a cumprir metas internacionais de redução de emissões. No caso da aviação, as metas estão estabelecidas pelo Esquema de Compensação e Redução de Carbono para a Aviação Internacional (CORSIA, da sigla em inglês), da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI). “Teremos agora neste grupo a oportunidade de estudar as melhores práticas utilizadas em outros países, para que possam ser pensadas e discutidas no Brasil. A participação da ABEAR no CPLC é essencial para o desenvolvimento da aviação do futuro”, diz o consultor técnico da ABEAR, Rogério Benevides.

This press release was sourced from ABEAR on 17-Jul-2020.